Tendências do Morar

O acesso fácil à web dos últimos anos trouxe para o Brasil uma tendência de decoração que já é fato em países de primeiro mundo. A Cultura DIY - Do Ir Yourself (faça você mesmo) que compartilha o conceito de casas decoradas com peças feitas pelo próprio morador, móveis multifuncionais, de baixo custo e agradáveis. Observamos sites de blogs que apresentam produtos deste tipo fazendo sucesso entre jovens e adultos, vendendo produtos e idéias que possibilitem que o cliente coloque “a mão na massa” e se divirta decorando a casa.


As marcas de móveis e acessórios para a casa têm se esforçado para trazer para o mercado peças personalizáveis, com estilos diferentes, bem definidos e para todos os gostos. Vários sites de decoração dão informações para que as pessoas definam seu estilo. Essa é uma outra tendência: O estilo Hygge. É um conceito dinamarquês e não se trata de um estilo de decoração somente, seria um estilo de vida, jeito de morar e compor a casa. As residências hoje, são pensadas para que as pessoas possam aproveitar os momentos do cotidiano para relaxar. Por exemplo, as cozinhas fechadas deram espaço para cozinhas abertas, para que toda a família possa compartilhar cada momento. Cada vez menos, os espaços residenciais são feitos de peças frágeis, sem praticidade ou conforto. A famosa “casa de revista” ou aquela que está sempre impecável para as visitas, saíram de cena para abrigar as pessoas em locais aconchegantes, sossegadas, sem estresse e que nos deixem livres.

Mas o que tem que ter uma casa para nos trazer liberdade? Essa é outra tendência, a casa nômade. O estilo de vida atual, onde pessoas trabalham home office para empresas fora do país, podem ser transferidas para outros locais, fazem cursos fora e outras atividades do gênero, que ficaram mais acessíveis. Esses novos estilos de viver e trabalhar que já são realidade pra nós e fazem com as casas não sejam um “Elefante Branco” na vida das pessoas e sim que facilite uma mudança que possa surgir. Os ambientes são cada vez menores e precisam ter seu espaço muito bem aproveitado. Esse fato, faz com que as pessoas comprem móveis funcionais, que sejam úteis e não apenas decorativos e também peças leves, dobráveis e de fácil transporte.

Essas tendências, que na realidade já estamos vivenciando, faz com que profissionais na área de arquitetura e design fiquem atentos para que não projetem residências com o estilo dele, mas sim com a personalidade do seu cliente.

Caso você seja do tipo que gosta do “Faça você mesmo” é só se emprenhar na busca de vídeos e tutoriais e Mãos à obra!

Fonte das Imagens: Revista Digital Habitus Brasil


Using Format